Desatinos...

Este é o meu terceiro lar, meu refúgio... Onde juntoletras e tento traduzir sentimentos. É um lugar de saudade, pois sempre falo com uma certa dose de nostalgia, na verdade sou um pouco antiquada com ares de pós-moderna...

domingo, 31 de janeiro de 2010

Sob Medidas



Pelas manhãs, a distância da casa ao trabalho, dependendo dos sinais de trânsito, dura o tempo de duas músicas - mas não completaria uma Kashmir. Tudo se torna mais breve quando se escuta música. E assim, sonoramente, fui me acostumando a contar a distância dessa forma, pelo tempo das canções.
Sabe, eu não sei meu tipo sanguíneo. Já fiz testes em feiras de ciências, mas é algo que não guardei na memória. Sei que é irresponsável, eu preciso lembrar de procurar saber disso. Também não costumo verificar meu peso, sei que preciso pensar nisso quando as calças jeans apertam, são elas que me dizem para fechar a boca. Não adiantam as outras pessoas falarem, só escuto minhas calças.
Medida da tristeza: quase diariamente vejo cenas de velório. Estaciono sempre ao lado daquela igrejinha bonitinha e que abriga tantas dores. Recentemente vi uma moça que chorava tanto, encostada na parede da Igreja, ela era consolada por um rapaz. Essa tristeza, pelo que não tem volta, é tão dolorida... dói nos meus olhos, só de ver.
A medida do entusiasmo pode estar numa coisa simples, em algo pequeno que se torna grande quando todos acreditam. Inspirada na frase famosa do Glauber eu diria que "140 caracteres na rede e muitas ideias em comum, podem fazer a diferença". Assim nasceu o movimento #CINEMAJA #Mossoro no Twitter, e depois o blog. Pode parecer utopia fazer um movimento em prol de um cinema, mas como diriam os jovens de Edukators “Todo coração é uma célula revolucionária”.

2 comentários:

Abstrações disse...

Sempre gosto do que escreves..
Parece que tens a linguagem do falar o que todo mundo pensa mas ninguem diz..

Creio que as palavras tem mais força do que todas as armas do mundo e que uma frase pode mudar a vida das pessoas..

Te admiro
...

7uto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.