Desatinos...

Este é o meu terceiro lar, meu refúgio... Onde juntoletras e tento traduzir sentimentos. É um lugar de saudade, pois sempre falo com uma certa dose de nostalgia, na verdade sou um pouco antiquada com ares de pós-moderna...

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Difícil

É tão difícil quando a saudade se transforma em agonia, a distância em ausência e o carinho em quase nada.

É tão difícil suportar o nó que se forma na garganta do não-querer...

Agora me diz, como posso conter os pensamentos sombrios que se alimentam da falta de palavras?

Ando tão assim, meio parada e presa, meio zonza e insone... 
meio não-sei-o-quê

3 comentários:

Tuto disse...

sabe... me acho um intrometido, mas, mesmo sem saber do que se trata esse caso, sinto assim também (pensei ser labirintite com depressão), ou a secura do ar. Mas acho que é mesmo esse tal de "não-sei-o-quê".
Deixo as minhas palavras, pra que sirvam de alimento ou lamento, mas espero que sirvam. Minha amiguinha de blog, vamos convesar?

Tuto disse...

ei menina... some não.

Abstrações disse...

Vou te falar quem precisa sumir..